Sci-Friday: Hellstar Remina (2005).

Sexta-feira boa é sexta-feira com Sci-Friday.
E hoje é ainda melhor porque é sexta-feira 13! Por isso a Sci de traz uma história de ficção científica com terror/horror!!!!
Apague a luz para ler… Hellstar Remina, um mangá de Junji Ito, mestre do terror japonês.

Oguro, um cientista japonês, descobre uma nova estrela e a nomeia Remina, o nome de sua filha. Com isso, Remina se transforma numa musa, uma verdadeira estrela pop quase instantaneamente. Todos a adoram/amam/veneram, chegando a disputar quem é seu verdadeiro fã nº1.

A jovem Remina vê sua vida totalmente transformada com essa fama… Se no começo ela era tímida, logo passa a gostar da exposição e a se divertir com sua nova vida. Mas isso não vai durar tanto tempo! É descoberto que a estrela Remina (no sentido astronômico) está se aproximando do Sistema Solar numa velocidade inconstante e estonteante, causando pânico na população.

* * * ALERTA DE SPOILER * * *

Com a rápida aproximação da estrela e a descoberta de que ela perturba os planetas ao seu redor (perturbar é um eufemismo, ela “engole” alguns planetas e chuta outros para longe), as pessoas começam a acusar Remina e Oguro de algum pacto maligno, usando como prova a fama recém conquistada da jovem. E começam a caçá-la.

E aí o caos se instaura: Remina precisa ser sacrificada para dar fim à história. As pessoas vão à loucura caçando a ela e e seu pai na tentativa desesperada de deter a estrela que está em rota de colisão com a Terra.
Isso surte algum efeito? Só lendo pra saber!

* * * FIM DO SPOILER * * *

Embora eu já tivesse ouvido falar de Junji Ito, eu nunca tinha lido nada dele… E, aparentemente, comecei com uma das suas histórias mais fracas. #FAIL.
O mangá tem 6 volumes (cerca de 250 páginas) e pode ser lido de um fôlego só. Aliás, deve ser lido assim! É frenético, insano e assustador, bem Lovecraftiano.

Flertando com o Horror Cósmico, Ito consegue criar um novo ser, ainda não muito explorado pelo autores desse gênero: Um planeta que vaga por aí espalhando caos e terror. Remina não é um planeta estéril como podemos pensar a princípio, é um planeta vivo, bem vivo (e tem seus próprios motivos pra fazer o que faz).

O mangá tem sua trama desenvolvida de maneira frenética, com mudanças bruscas que acabam deixando o leitor um pouco perdido. O comportamento da Remina humana é completamente bizarro, basicamente se deixando ser arrastada de um lado para o outro em vários momentos da história. Seria possível que a aproximação da estrela estivesse mexendo com ela? Estaria ela em conflito interno ou apenas aceitou seu destino?

O final pode não parecer dos melhores à 1ª vista, mas é relativamente comum nesse gênero. Não é o final em si que importa, é o que acontece após aquele final que faz valer a obra. É o incômodo que fica de saber que não existe um “final feliz”, só existe um terrível e sombrio destino.

Minha dica? Leia no escuro… 😉

Pra quem quiser indicar livro/fime/série/jogo/qualquer coisa de ficção científica para a Sci-Friday, é só entrar aqui: IndicaSci.

Cintia

PudimCast. Rock. Café. 42. Sci-Fi. Teorias da Conspiração. Lovecraft. Stephen King. Paradoxos. Multiversos. ❤

%d blogueiros gostam disto: